Menu

Últimas notícias.

O ônibus envolvido no acidente que vitimou cinco pessoas, na BA-670, não tinha licença da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) para realizar viagens. O acidente aconteceu em trecho da rodovia que fica entre as cidades de Itapetinga e Potiraguá. Além das cinco vítimas, outras 37 pessoas ficaram feridas após o veículo tombar pouco antes da ponte do rio Pardo. Segundo a Agerba, a lista de passageiros encontrada no veículo confere com a informada à agência reguladora para o ônibus, ao qual foi expedida licença de viagem com itinerário de Barra do Choça x Porto Seguro, na quarta-feira. No entanto, o veículo informado no documento tinha placa JST9493, enquanto o envolvido na batida era PJN9323. A Agerba informou que após uma análise preliminar, acredita que o veículo tenha sido trocado. A agência afirmou ainda que expediu licenças de viagens para oito ônibus da empresa Novo Horizonte, mas nenhuma dessas para o veículo envolvido no acidente. Em comunicado, a empresa Novo Horizonte alegou que como o ônibus apresentado na licença não apresentou os requisitos para realizar a viagem, providenciou um veículo aprovado em “inspeção técnica de empresa independente, que atestou as condições mecânicas adequadas e regulares do ônibus”. A empresa informou ainda que embora as causas do acidente estejam em apuração, “não há indício que aponte para falha mecânica, mas sim às más condições de sinalização agravada pela forte chuva”.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.