Menu

Últimas notícias.

Edpo Monteiro Santos, soldado da Polícia Militar de São Paulo (PMSP), solicitou sua demissão em fevereiro deste ano para evitar ser expulso da corporação. A decisão veio após ele ser preso em flagrante em 2023 por ameaça, desobediência e desacato contra o cadete da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) Douglas Lehmkuhl Thiesen. Thiesen é filho da coronel da PM de Santa Catarina Claudete Lehmkuhl, ex-comandante da 7ª Região da PMSC, e irmão do capitão Renato Thiesen. O incidente ocorreu em Florianópolis, quando Monteiro foi abordado pela equipe da 4ª Companhia do 4º Batalhão da PMSC. Ele teria desobedecido as ordens dos colegas catarinenses e ameaçado o cadete Thiesen, considerado seu superior hierárquico de acordo com o Código Penal Militar, apesar de integrar uma força de segurança de outro estado.  O militar paulista foi detido e responde a inquérito policial militar por ameaça, desobediência e desacato, cuja ação tramita na Vara de Direito Militar de Florianópolis. Em razão do incidente, a PMSP iniciou um processo administrativo exoneratório contra Monteiro, que atuava no 5º Grupamento de Bombeiros, em Guarulhos. Antes da conclusão do procedimento, ele pediu demissão do cargo em fevereiro. No dia 13 de março, o procedimento exoneratório foi arquivado.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.