Menu

Últimas notícias.

Na manhã da última quinta-feira (14), policiais militares da 79ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), em conjunto com prepostos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e da Vigilância Sanitária de Planalto, município localizado no sudoeste da Bahia, realizaram o resgate de seis mulheres do interior de um centro terapêutico que operava de forma irregular no bairro Maracujina. A intervenção ocorreu após denúncias de que o estabelecimento funcionava sem alvará da Prefeitura e sem autorização da Vigilância Sanitária. Ao chegarem ao local, os militares e os servidores municipais encontraram uma mulher que se identificou como responsável pelo espaço. Durante a operação, foram localizadas cinco idosas e uma jovem de 18 anos, que relataram terem sido vítimas de agressões durante o período de internação. Segundo as vítimas, a proprietária do local e seu esposo se apropriavam dos benefícios sociais a que elas teriam direito. Diante da situação, os servidores municipais interditaram o centro e os policiais conduziram a proprietária para a delegacia regional, onde a ocorrência foi formalizada. O Tenente PM Oséias Varges, oficial da 79ª CIPM, destacou a preocupação com o bem-estar das mulheres resgatadas: “Como as mulheres que resgatamos informaram que não estavam se alimentando bem nos últimos dias, tivemos a preocupação de levá-las a um restaurante para que pudessem ter uma refeição digna antes de serem ouvidas na delegacia. O cuidado, não apenas da PM, mas de todos os envolvidos nessa ação, Creas e Vigilância Sanitária, representou um conforto ainda maior para todas elas.”

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.