Menu

Últimas notícias.

O prefeito de Livramento de Nossa Senhora no sudoeste baiano, José Ricardo Assunção Ribeiro, “Ricardinho”, enviou à Câmara de Vereadores um projeto de lei que visa criar centenas de empregos temporários no município e gastos que não estavam previstos na lei orçamentária anual que esta em vigor. Este projeto, que foi apresentado seis meses antes das eleições municipais de 2024, levantou questionamentos e gerou debates sobre suas reais intenções. De acordo com o documento enviado à Câmara, o projeto propõe a criação de diversos cargos em diferentes secretarias e departamentos da prefeitura. Entre os cargos listados, estão os de Controlador Geral do Município, Coordenador de Serviços, Diretor de Departamento, entre outros. Os salários variam de acordo com a função, mas algumas delas chegam a valores consideráveis. O projeto de lei gerou polêmica na cidade, com alguns grupos acusando o prefeito de utilizar a proposta como uma estratégia eleitoral para angariar votos. Segundo esses grupos, a iniciativa de criar empregos temporários em larga escala apenas seis meses antes das eleições levanta suspeitas sobre a real intenção por trás da proposta. Em meio às discussões, surgiram questionamentos sobre a urgência da aprovação do projeto e se a medida realmente atenderá às necessidades da população ou se é apenas uma manobra política. Além disso, alguns cidadãos expressaram preocupações com a transparência e a legalidade do processo. Diante desses questionamentos, especialistas apontam que o projeto proposto pelo prefeito Ricardinho poderá ser alvo de investigação por parte do Ministério Público. Afinal, a proximidade das eleições e a magnitude do projeto levantam dúvidas sobre sua legitimidade e se está em conformidade com a legislação vigente. Além disso, o fato de o prefeito ter ocupado o cargo por dois mandatos consecutivos sem apresentar uma proposta similar suscita indagações sobre os motivos para a proposição deste projeto apenas no final de seu mandato atual. Segundo apurou o Livramento Hoje, o projeto estará em discussão e votação na próxima sexta-feira, dia 22, durante a sessão da Câmara de Vereadores de Livramento.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.