Livramento Hoje
Contas da Câmara de Livramento de Nossa Senhora aprovadas pelo TCM
Contas da Câmara de Livramento de Nossa Senhora aprovadas pelo TCM

Foto: Redes Sociais
Por: Alan Rich | Livramento Hoje no dia 06.Out.2021 // 19:00

As contas da Câmara Municipal de Livramento, referente ao ano de 2020, foram aprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios com ressalvas, mas sem imputação de multas. Aprovar contas com ressalvas é uma tradição daquele Tribunal, visto que qualquer falha na apresentação gera ressalvas, quando essas ressalvam ferem alguma determinação da Corte, ou alguma Lei, as mesmas geram multas.
Estas são as últimas contas do Presidente Aparecido Lima (Cidão Aracatu), que presidiu a Câmara entre os anos 2017-2020. Todas as outras contas houve a imputação de multas, mas nesta última houve algumas pequenas ressalvas. 
O ano de 2020 foi o de maior intensidade em gastos, uma vez que houve uma grande reforma no prédio do Legislativo Municipal. Foram construídos 13 gabinetes para os vereadores, além, de mudança na infraestrutura para a área de administração e secretária. A reforma/ampliação demandou contratação de empresa e grande aporte financeiro, mas nada afetou na prestação de contas.
Como grande resumo do ano de 2020, encerrando um ciclo de dois mandatos consecutivos, que gerou quatro anos de administração de Aparecido Lima, ficou o saldo de uma sede moderna e acolhedora, valorizando o legislativo municipal.
O Legislativo Municipal está na sua atual sede desde a década de 80. Anteriormente as reuniões da Câmara Municipal se dava no próprio prédio da prefeitura. Nestes mais de trinta anos poucas foram as reformas no prédio, ressaltando a construção do atual Plenário, realizada pela administração Marilho Matias, que liderou o legislativo de 2003 a 2008, mas só foi inaugurado na administração de Lafaiete Nunes, em 2009.
Com a deliberação da 2ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios, desta terça-feira, o Vereador Aparecido Lima (Cidão Aracatu) conclui seu período à frente do Legislativo Municipal, provando sua competência administrativa, bem como a lisura no manejo da coisa pública